A indústria cosmecêutica Grupo Nutriex, apresentou tendências e inovações para o mercado atacadista em um dos eventos mais importantes do setor, o Enacab 2016.

A indústria cosmecêutica Grupo Nutriex, apresentou tendências e inovações para o mercado atacadista em um dos eventos mais importantes do setor, o Enacab 2016. A empresa é a única a incluir protetor solar e repelente no mesmo produto. A novidade compõe a linha Solar Gold, prometendo 30x mais proteção contra queimaduras solares e 10x mais proteção contra o envelhecimento de pele, além da ação repelente. A linha Solar Gold é composta por uma grande variedade de protetores solares, incluindo ainda hidratante Pré-Sol, gel refrescante Pós-Sol e Protetor Solar Tonalizante.

https://www.youtube.com/watch?v=-fcWGq_CTy4

NUTRIEX APRESENTA LINHA PARA OS JOGOS OLÍMPICOS RIO 2016

Nutriex apresenta linha para os Jogos Olímpicos Rio 2016

A Nutriex apresenta durante a APAS sua linha de produtos voltados para a saúde e cosmecêuticos,com destaque para a linha Rio 2016, composta por repelentes e protetores solares com embalagens personalizadas para os Jogos Olímpicos. Incialmente comercializados no Rio de Janeiro, agora podem ser encontrados em nível nacional.

Como explica o gerente de marketing da empresa, Stênio Moura, os produtos foram avaliados e aprovados pelo Comitê Olímpico Internacional que também oferecerá aos atletas olímpicos uma edição exclusiva do protetor solar FPS 30 batizada de Time Brasil. “O Time Brasil é a união de todas as modalidades esportivas, a paixão pelo esporte e o orgulho de competir com garra e determinação pelo nosso País”, explica Moura. “O protetor Time Brasil é um produto da linha solar gold que representa 200 milhões de brasileiros que vibram pelos atletas nacionais e internacionais que representam o esporte mundo afora”, conclui.

Além das novidades direcionadas aos jogos olímpicos a empresa também apresenta durante a APAS a nova formulação do Banho de Lama 3 em 1, cujo personagem licenciado é o Shrek. O produto reúne xampu, condicionador e sabonete com uma deliciosa fragrância, como uma coloração que lembra mesmo lama, o que deixa o banho bem mais divertido.

A Nutriex importa e exporta produtos de alta tecnologia nas áreas de beleza, dermocosméticos, nutracêuticos, farmacêuticos e biotecnológicos entre outros.

 

Fonte: http://www.supervarejo.com.br/nutriex-apresenta-linha-para-os-jogos-olimpicos-rio-2016/

 

Em meio à crise do zika, Rio-2016 põe repelente oficial à venda

No dia 12 de fevereiro, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, tentou desvincular a crise de propagação de doenças causadas pelo mosquito transmissor do Aedes Aegipty dos Jogos Olímpicos. Em entrevista coletiva, o prefeito da cidade que no dia 5 de agosto recebe a maior competição esportiva do mundo, disse que a crise não pode virar um “tema olímpico”.

“Temos que tratar do problema, mas não podemos transformar em um tema olímpico. Não é um tema olímpico. Isso é um tema nosso, de nós brasileiros e da cidade do Rio de Janeiro”.

Menos de um mês depois da declaração do dirigente, o Rio-2016 colocou à venda em suas lojas oficiais um repelente que leva a marca dos Jogos e, ainda, o selo da campanha nacional que tenta evitar a contaminação das pessoas pelo temido mosquito.

Repelente custa R$ 35. Kit com protetor sai por R$ 35

A reportagem da Máquina do Esporte encontrou o produto à venda na loja das Olimpíadas no aeroporto de Congonhas. Por R$ 35 você compra o repelente. O kit que tem também o protetor solar sai ao todo R$ 75. O produto não é vendido pela loja virtual.

Os dois produtos fazem parte de um portifólio de mais de mil itens oficiais dos Jogos do Rio. Assim como todos os outros, o comitê organizador concede a licença para a fabricação do produto a um terceiro, que é responsável também pela comercialização dele ao mercado varejista.

O Rio espera faturar R$ 1 bilhão com licenciamento. O comitê organizador tem trabalhado para ampliar ao máximo a gama de produtos a serem oferecidos para o comércio. Para isso, vale até ter um repelente oficial…

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/em-meio-crise-do-zika-rio-2016-poe-repelente-oficial-venda_29984.html#ixzz45pAVBWGM

Rio 2016 vende repelente com logomarca olímpica

POR LUIZ ERNESTO MAGALHÃES

RIO – Em meio à epidemia de zika, já é possível encontrar repelentes no mercado licenciados e com a logomarca olímpica. O produto, encontrado numa composição combinada com protetor solar, está à venda desde fevereiro nas dez lojas oficiais do Comitê Rio 2016 nos aeroportos do Rio de Janeiro e São Paulo, como revelou nesta quinta-feira, o site ”Máquina do Esporte”. O site encontrou o produto à venda em uma loja oficial no Aeroporto de Cumbica (SP) por R$ 35 a unidade. O produto começou a ser vendido, em fevereiro, quando a disseminação do vírus já chamava a atenção internacional. Por conta da repercussão, o Comitê Rio 2016 e as autoridades tentaram, desde então, acalmar a comunidade esportiva internacional afirmando que em agosto, quando ocorrem as Olimpíadas, o número de casos tende a cair, por causa das condições climáticas.

O Comitê Rio 2016 alegou que tudo não passou de coincidência. Segundo a entidade, em 2011 o Departamento de Licenciamento e Varejo iniciou um projeto para oferecer ao mercado centenas de alternativas para licenciar produtos com as logomarcas Olímpica e Paralímpica tais como: cadernos, brinquedos, artigos de cama, mesa e banho e, inclusive, protetores solares e repelentes.

Veja também
Prefeitura aplica fumacê no Sambódromo do Rio para combater o mosquito Aedes aegypti
Zika não é ameaça às Olimpíadas do Rio, diz médico da delegação alemã
A reportagem, publicada neste domingo, afirma que especialistas em segurança estão preparando uma lista de “locais perigosos” da cidade. ‘Há dramatização’, diz Eduardo Paes sobre atletas proibidos de visitar favelas
A reportagem, publicada neste domingo, afirma que especialistas em segurança estão preparando uma lista de “locais perigosos” da cidade. Atletas olímpicos da Austrália serão proibidos de entrar em favelas do Rio
“A ideia da linha surgiu em 2011, quando a zika nem existia, então ele não tem nenhuma relação com o atual momento”, informou o Comitê, por nota.

Ao todo, mais de 3 mil produtos foram licenciados em 70 modalidades diferentes. No caso dos repelentes, eles entraram em um pacote que incluía outros produtos do gênero de cuidados pessoais, como protetores solares. A entidade argumentou que filtro solar é um item importante numa cidade quente como o Rio de Janeiro.

Em maio de 2015, a empresa Nutriex se interessou em licenciar produtos com a logomarca. No entanto, os produtos só entraram à venda recentemente. O repelente com protetor solar faz parte de uma linha que inclui produtos para rosto e corpo, com diversos fatores. Um kit com protetores faciais e corporais sai por R$ 65.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/rio-2016-vende-repelente-com-logomarca-olimpica-18792255#ixzz45iJWepDh
© 1996 – 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

 

Fonte: http://oglobo.globo.com/rio/rio-2016-vende-repelente-com-logomarca-olimpica-18792255

MERCADO DA VAIDADE LEVA GRUPO GOIANO A PRODUZIR NA EUROPA

“Viajando pelo mundo, descobri que ele está cheio de oportunidades”, disse o CEO do Grupo Milênio, Leonardo de Sousa Rezende, em entrevista ao POPULAR. Já consolidado na importação, distribuição e produção de produtos hospitalares, além de fabricante e distribuidor de cosméticos, o grupo goiano rompeu fronteiras para agarrar excelentes oportunidades que se despontavam no mercado de beleza e estética, que movimenta cifras crescentes no mundo.

Ignorando a incredulidade que um projeto fora do País sempre gera no mercado, o Grupo Milênio firmou parceria com investidores de outros países para produzir preenchedores faciais na Áustria e na Itália, na Europa. Os produtos estão ganhando o mundo através de um centro de distribuição instalado na Inglaterra.

Leonardo se consolidou como importador e distribuidor de materiais hospitalares com a Nutriex, que está no mercado desde 2005 e hoje fabrica 30 destes produtos em uma unidade localizada em Aparecida de Goiânia, com o nome comercial de NPH Medical. Hoje, o grupo é líder nacional em vendas de escalpes, dispositivos de segurança usados na aplicação intravenosa de medicamentos.

Depois da saúde, o passo seguinte foi ingressar no promissor mercado da beleza, com a produção de cosméticos. Foi então que o grupo adquiriu uma indústria do ramo no mesmo município, que passou a abrigar a Nutriex Cosméticos, hoje fabricante de 140 produtos. O carro-chefe é a linha de proteção solar Nutri Suave, usado pelo mercado corporativo como equipamento de proteção individual (EPI) para trabalhadores expostos ao sol, e a Solar Gold, vendida para o varejo.

A linha Nutri Suave garantiu um verdadeiro boom à empresa, pois o produto passou a ser fornecido para empresas de grande porte, como a Vale, Petrobras e Correios. A Nutriex também fabrica a linha para escova progressiva Nutri Professional e os produtos da marca Gota Suave, comercializados por 30 mil revendedoras no Brasil por venda direta.

Além das duas indústrias em Aparecida, que consumiram R$ 10 milhões em investimentos e dividem uma área comum, a empresa também conta com uma distribuidora na Avenida Castelo Branco, que fornece para todo o País. “Montamos um dos melhores laboratórios de controle de qualidade do Centro-Oeste”, garante Leonardo.

Desafio

Mas o maior desafio de Leonardo foi, sem dúvida, o ingresso na produção de preenchedores faciais fora do País. Há quatro anos, nascia a Innovapharma, uma multinacional britânica criada por ele em parceria com vários investidores, da qual o goiano foi escolhido CEO. O processo de fabricação dos produtos é terceirizado: o Rennova na Áustria e o Remake, na Itália. Os investimentos na instalação da empresa e no lançamento dos produtos chegaram a R$ 15 milhões. O projeto é lançar 5 produtos entre 2011 e 2017.

O executivo decidiu fabricar os produtos em países do Primeiro Mundo pela alta tecnologia industrial e pelo fato do mercado europeu ser reconhecido por fabricar produtos com conceito classe A. Segundo ele, o foco de atuação da multinacional é justamente o mercado brasileiro, que já é o segundo em dermatologia e cosméticos no mundo. “O Brasil é reconhecido mundialmente pelo alto nível alcançado por sua medicina dermatológica”, lembra.

O novo protetor dos brasileiros

O CEO do Grupo Milênio também pode ser considerado o novo ‘protetor’ dos brasileiros. Natural de Goiânia (GO) e com apenas 38 anos de idade,Leonardo Souza Rezende é responsável por oferecer, aos seus parceiros e consumidores, tecnologias de ponta nas áreas de cosméticos, dermocosméticos e artigos hospitalares. Sempre atento às tendências e demandas do mercado, ele revela que o segredo para o sucesso está no seu modelo gestão de pessoas, que coloca, em primeiro lugar, a motivação de sua equipe.
Foram vários degraus até o Grupo Milênio chegar ao patamar de liderança que apresenta hoje. E para conquistar esse resultado, sempre contei com o comprometimento e profissionalismo dos meus colaboradores. Portanto, como gratificação, faço com que se sintam parceiros da empresa e tenham participação nos lucros da companhia“, conta.

Como resultado de um trabalho que aliou grandes investimentos, os melhores profissionais do mercado e valorização profissional, um dos frutos foi a Nutriex Professional, vertente do Grupo Milênio responsável pelo setor de Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Esse é o ‘braço’ da empresa responsável por uma linha de protetores solares que já é destaque entre grandes companhias brasileiras.
Hoje fornecemos nossos filtros solares para as maiores empresas do País e estamos entre as líderes no segmento de EPI”, conta o CEO.

O gerente comercial da empresa, Nunes Borges, comemora os resultados.
Estar entre os líderes de mercado foi uma tarefa árdua, mas satisfatória. O sucesso da marca não seria possível sem a base sólida da companhia e a contribuição diária da estrutura comercial, entre supervisores e representantes. Formamos, hoje, uma equipe unida e focada em metas agressivas”, finaliza Borges.

Os filtros solares da Nutriex Professional são marcados pela qualidade aliada ao preço acessível.
Almejamos trazer protetores cada vez mais personalizados, com versões ultraduração e para peles especiais, protegendo, cada vez mais, da exposição solar ou a produtos químicos e efeitos danificadores“, destaca Rezende. Esses produtos podem ser encontrados nas versões com FPS 30 ou 60, adaptados ao uso corporal ou facial. Dermatologicamente testados, oferecem rápida absorção, são resistentes à água e trazem a tecnologia “Bioactive Complex E”, complexo que estimula, através de nanopartículas, a formação da vitamina E.

Para facilitar o uso coletivo, os protetores estão disponíveis em embalagens de 1, 2 ou 4 litros, atendendo a demanda de empresas de quaisquer portes. Para oferecer ainda mais proteção à pele dos brasileiros, a empresa oferece, ainda, a Pulseira Indicadora Solar, que avisa sobre a necessidade de reaplicação do protetor até a pausa da exposição ao sol. Com tantos benefícios, os filtros solares da Nutriex Profissional garantem a segurança tanto dos trabalhadores que atuam a céu aberto, quanto daqueles que recebem os efeitos danosos das luzes artificiais dos escritórios.

A proteção solar enquanto EPIs se mostra indispensável hoje, tendo em vista os riscos crescentes proporcionados pela radiação. Além do envelhecimento precoce e desenvolvimento de manchas, a exposição ao sol sem proteção pode culminar em doenças graves, como o câncer de pele que, infelizmente, traz estatísticas preocupantes ao Brasil. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), para 2014, esperam-se que 98.420 casos novos da doença*sejam detectados entre homens e 83.710, nas mulheres. E quando se fala sobre profissionais que trabalham expostos ao sol, os cuidados precisam ser redobrados, especialmente no Brasil, onde as temperaturas têm atingidos níveis recordes a cada ano.

*As estatísticas correspondem ao câncer de pele do tipo não-melanoma.

Fonte: http://revistacipa.com.br/o-novo-protetor-dos-brasileiros/

Indústria de EPIs atenta ao público feminino no mercado de construção civil

Segundo o site Monitor Mercantil, os fabricantes de Equipamentos de Proteção Individual estão investindo na fabricação de equipamentos personalizados, especiais para o tamanho e anatomia das mulheres. Além das roupas, os calçados ganham design exclusivo.

De acordo com uma estimativa da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego, o número de mulheres atuantes na construção civil aumentou em 65%. “Além disso, elas já ocupam 35% das vagas nos cursos técnicos e superiores”, acrescenta a gerente de marca do Guia do EPI, Bianca Alves. Por isso, investir em EPIs para mulheres é essencial, já que elas estão em todas as áreas do setor atualmente. “Elas começaram atuando como engenheiras e técnicas de segurança. Agora o trabalho se estendeu para atividades de pedreiro, ajudantes, azulejistas, ceramistas, eletricistas e encanadores. São mais dedicadas, muitas são até mais qualificadas, pois fazem cursos e acabam superando os homens”, afirma Bianca, há algum tempo engajada no setor de Segurança e Saúde no Trabalho.

Outra base para o assunto são os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), que mostram que somente no primeiro bimestre de 2010, 5.258 das mulheres conseguiram emprego na área, ocupando 5,9% das vagas geradas no setor nesse período. Já em 2011, elas ocuparam 1.629 vagas das mais de 14 mil geradas pelo setor, ou seja, 11,49%.

Fonte:

http://www.guiadoepi.com.br/marketing/noticias/industria-de-epis-atenta-ao-publico-feminino-no-mercado-de-construcao-civil

O novo protetor dos brasileiros

O CEO do Grupo Milênio também pode ser considerado o novo ‘protetor’ dos brasileiros. Natural de Goiânia (GO) e com apenas 38 anos de idade,Leonardo Souza Rezende é responsável por oferecer, aos seus parceiros e consumidores, tecnologias de ponta nas áreas de cosméticos, dermocosméticos e artigos hospitalares. Sempre atento às tendências e demandas do mercado, ele revela que o segredo para o sucesso está no seu modelo gestão de pessoas, que coloca, em primeiro lugar, a motivação de sua equipe.
Foram vários degraus até o Grupo Milênio chegar ao patamar de liderança que apresenta hoje. E para conquistar esse resultado, sempre contei com o comprometimento e profissionalismo dos meus colaboradores. Portanto, como gratificação, faço com que se sintam parceiros da empresa e tenham participação nos lucros da companhia“, conta.

Como resultado de um trabalho que aliou grandes investimentos, os melhores profissionais do mercado e valorização profissional, um dos frutos foi a Nutriex Professional, vertente do Grupo Milênio responsável pelo setor de Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Esse é o ‘braço’ da empresa responsável por uma linha de protetores solares que já é destaque entre grandes companhias brasileiras.
Hoje fornecemos nossos filtros solares para as maiores empresas do País e estamos entre as líderes no segmento de EPI”, conta o CEO.

O gerente comercial da empresa, Nunes Borges, comemora os resultados.
Estar entre os líderes de mercado foi uma tarefa árdua, mas satisfatória. O sucesso da marca não seria possível sem a base sólida da companhia e a contribuição diária da estrutura comercial, entre supervisores e representantes. Formamos, hoje, uma equipe unida e focada em metas agressivas”, finaliza Borges.

Os filtros solares da Nutriex Professional são marcados pela qualidade aliada ao preço acessível.
Almejamos trazer protetores cada vez mais personalizados, com versões ultraduração e para peles especiais, protegendo, cada vez mais, da exposição solar ou a produtos químicos e efeitos danificadores“, destaca Rezende. Esses produtos podem ser encontrados nas versões com FPS 30 ou 60, adaptados ao uso corporal ou facial. Dermatologicamente testados, oferecem rápida absorção, são resistentes à água e trazem a tecnologia “Bioactive Complex E”, complexo que estimula, através de nanopartículas, a formação da vitamina E.

Para facilitar o uso coletivo, os protetores estão disponíveis em embalagens de 1, 2 ou 4 litros, atendendo a demanda de empresas de quaisquer portes. Para oferecer ainda mais proteção à pele dos brasileiros, a empresa oferece, ainda, a Pulseira Indicadora Solar, que avisa sobre a necessidade de reaplicação do protetor até a pausa da exposição ao sol. Com tantos benefícios, os filtros solares da Nutriex Profissional garantem a segurança tanto dos trabalhadores que atuam a céu aberto, quanto daqueles que recebem os efeitos danosos das luzes artificiais dos escritórios.

A proteção solar enquanto EPIs se mostra indispensável hoje, tendo em vista os riscos crescentes proporcionados pela radiação. Além do envelhecimento precoce e desenvolvimento de manchas, a exposição ao sol sem proteção pode culminar em doenças graves, como o câncer de pele que, infelizmente, traz estatísticas preocupantes ao Brasil. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), para 2014, esperam-se que 98.420 casos novos da doença*sejam detectados entre homens e 83.710, nas mulheres. E quando se fala sobre profissionais que trabalham expostos ao sol, os cuidados precisam ser redobrados, especialmente no Brasil, onde as temperaturas têm atingidos níveis recordes a cada ano.

*As estatísticas correspondem ao câncer de pele do tipo não-melanoma.

Fonte: http://revistacipa.com.br/o-novo-protetor-dos-brasileiros/

MERCADO DA VAIDADE LEVA GRUPO GOIANO A PRODUZIR NA EUROPA

“Viajando pelo mundo, descobri que ele está cheio de oportunidades”, disse o CEO do Grupo Milênio, Leonardo de Sousa Rezende, em entrevista ao POPULAR. Já consolidado na importação, distribuição e produção de produtos hospitalares, além de fabricante e distribuidor de cosméticos, o grupo goiano rompeu fronteiras para agarrar excelentes oportunidades que se despontavam no mercado de beleza e estética, que movimenta cifras crescentes no mundo.

Ignorando a incredulidade que um projeto fora do País sempre gera no mercado, o Grupo Milênio firmou parceria com investidores de outros países para produzir preenchedores faciais na Áustria e na Itália, na Europa. Os produtos estão ganhando o mundo através de um centro de distribuição instalado na Inglaterra.

Leonardo se consolidou como importador e distribuidor de materiais hospitalares com a Nutriex, que está no mercado desde 2005 e hoje fabrica 30 destes produtos em uma unidade localizada em Aparecida de Goiânia, com o nome comercial de NPH Medical. Hoje, o grupo é líder nacional em vendas de escalpes, dispositivos de segurança usados na aplicação intravenosa de medicamentos.

Depois da saúde, o passo seguinte foi ingressar no promissor mercado da beleza, com a produção de cosméticos. Foi então que o grupo adquiriu uma indústria do ramo no mesmo município, que passou a abrigar a Nutriex Cosméticos, hoje fabricante de 140 produtos. O carro-chefe é a linha de proteção solar Nutri Suave, usado pelo mercado corporativo como equipamento de proteção individual (EPI) para trabalhadores expostos ao sol, e a Solar Gold, vendida para o varejo.

A linha Nutri Suave garantiu um verdadeiro boom à empresa, pois o produto passou a ser fornecido para empresas de grande porte, como a Vale, Petrobras e Correios. A Nutriex também fabrica a linha para escova progressiva Nutri Professional e os produtos da marca Gota Suave, comercializados por 30 mil revendedoras no Brasil por venda direta.

Além das duas indústrias em Aparecida, que consumiram R$ 10 milhões em investimentos e dividem uma área comum, a empresa também conta com uma distribuidora na Avenida Castelo Branco, que fornece para todo o País. “Montamos um dos melhores laboratórios de controle de qualidade do Centro-Oeste”, garante Leonardo.

Desafio

Mas o maior desafio de Leonardo foi, sem dúvida, o ingresso na produção de preenchedores faciais fora do País. Há quatro anos, nascia a Innovapharma, uma multinacional britânica criada por ele em parceria com vários investidores, da qual o goiano foi escolhido CEO. O processo de fabricação dos produtos é terceirizado: o Rennova na Áustria e o Remake, na Itália. Os investimentos na instalação da empresa e no lançamento dos produtos chegaram a R$ 15 milhões. O projeto é lançar 5 produtos entre 2011 e 2017.

O executivo decidiu fabricar os produtos em países do Primeiro Mundo pela alta tecnologia industrial e pelo fato do mercado europeu ser reconhecido por fabricar produtos com conceito classe A. Segundo ele, o foco de atuação da multinacional é justamente o mercado brasileiro, que já é o segundo em dermatologia e cosméticos no mundo. “O Brasil é reconhecido mundialmente pelo alto nível alcançado por sua medicina dermatológica”, lembra.